top of page

Neuropsicologia: como funciona e como te ajuda?


A Neuropsicologia é um método de estudo das relações entre o cérebro e o comportamento humano, que surgiu entre os séculos XIX e XX, quando soldados feridos com lesões cerebrais apresentavam alterações comportamentais, linguísticas, de raciocínio e memória.

Para identificar uma lesão cerebral, o profissional precisará aplicar uma avaliação neuropsicológica por meio de uma série de testes e procedimentos. Além disso, essa avaliação também pode diagnosticar efeitos cognitivos e comportamentais causados por desordens neurológicas. Em crianças, a neuropsicologia ajuda a identificar alterações comportamentais e dificuldades na aprendizagem (como falta de atenção, concentração, compreensão, etc.).

Assim, pessoas que sofreram algum tipo de lesão cerebral que gerou sequelas (como perda de memória) são indicadas para fazer essa avaliação neuropsicológica.

Dessa forma, será possível identificar qual o nível de integridade (e comprometimento) das funções estudadas, como:

  • Memória;

  • Atenção;

  • Linguagem;

  • Raciocínio;

  • Percepção visual;

  • Funções executivas;

  • Humor.

É fundamental que essa avaliação seja feita o quanto antes, assim, maiores suas chances de obter um diagnóstico mais preciso (bem como o tratamento mais indicado).


Avaliação neuropsicológica


A avaliação neuropsicológica trata-se de uma investigação em profundidade acerca das funções cognitivas, sensoriais, motoras, emocionais e sociais de um indivíduo, cujo objetivo é a identificação de danos neurológicos. Ela ajuda a identificar quais as funções cognitivas estão preservadas e quais foram comprometidas devido a uma lesão.

Com o auxílio de testes padronizados, o neuropsicólogo avaliará algumas habilidades, como atenção, percepção, linguagem, raciocínio e aprendizagem. Dessa forma, ele terá dados clínicos suficientes para compreender a extensão dos efeitos causados pela lesão cerebral, além de poder identificar quais funções estão intactas. Então será possível estabelecer os meios mais adequados ao quadro clínico do paciente.

Uma vez identificado o prejuízo funcional, é possível pensar em formas para que minimizem as limitações apresentadas.


Caso você tenha sofrido algum tipo de lesão cerebral, não hesite em falar com o seu médico e peça para que ele te indique um neuropsicólogo de confiança!

41 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page